São Paulo: resumo essencial do MegaBrasil 2019, congresso de comunicação corporativa!

congressomegabrasil2019 (17)De 27 a 29 de maio, o Congresso Mega Brasil de Comunicação, Inovação e Estratégias Corporativas chegou, em 2019, à sua 22ª edição. As palestras, mesas redondas e conferências proporcionaram aos congressistas observarem o cenário abrangente da Comunicação Corporativa 360° reunindo profissionais nacionais e internacionais em torno de temas de vanguarda, envolvendo inovações, novos conceitos, novas práticas, casos de sucesso. Tudo isso aconteceu no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo, com momentos de muito networking.

congressomegabrasil2019 (16)Evidenciando a importância da atividade de Relações Públicas no contexto das estratégias de comunicação corporativa, os Conselhos Federal e Regional de Relações Públicas figuraram como apoiadores institucionais do evento. No hall, onde congressistas faziam networking e conversavam sobre as palestras, em meio a estantes de empresas inovadoras – como uma de robótica demonstrando robôs programáveis para atividades como atendimento ao cliente e até aulas – encontrava-se também um estande do Conselho Regional de Relações Públicas de São Paulo.

Do Rio de Janeiro, José Alessandro, Conselheiro e Diretor da Comissão de Educação do Conselho Regional de Relações Públicas, esteve presente no evento e preparou, sobre algumas das palestras, uma breve teia com um resumo essencial dos apontamentos coletados:

A importância do micro influenciador.

Na palestra “Experiências que influenciam”, Joel Amorim, Diretor para América Latina da The Insiders, falou sobre os rostos anônimos que consolidam marcas, mudam hábitos e promovem produtos.

congressomegabrasil2019 (20)

Nos temos modernos, onde o formador de opinião também é o consumidor final, geralmente, algumas estratégias de comunicação estão focadas em conseguir chamar a atenção para grandes influenciadores digitais. Porém, estudos e casos indicam que focar a estratégia no MICRO INFLUENCIADOR, uma pessoal mais “real” representa um resultado potencialmente mas rápido e assertivo devido à evidente credibilidade atrelada a uma pessoa “mais real”.

Como tratar um micro influenciador?

Conhecê-lo e falar sua linguagem colocando-se no lugar dele, conectando-se de forma adequada.

  1. Essência: conectar-se às pessoas certas.
  2. Diálogo constante (estar ligado no que está acontecendo: Juntos e shallow now, final do Game of Thrones, etc.)
  3. Manter consistência sempre (vegano, animais etc.) ter cuidado e perspicácia na escolha dos insiders e influenciadores mesmo sendo rostos, anônimos.

Joel indicou o Hit Makers, de Derek Thompson. Assista aqui à palestra de Derek Thompson sobre “A ciência da popularidade na era da distração”. Outro livro indicado pelo palestrante foi “Pessoas influenciam pessoas”, de Mark Zuckerberg.

congressomegabrasil2019 (6)Fazendo o dever de casa bem feito!

Em uma palestra sobre a importância do endomarketing e da comunicação interna, Fábio Rua, Diretor de Relações Governamentais e Políticas Públicas da IBM Brasil, usou o case do TED talk – sessões de palestras – criado para inspirar, incentivar e engajar seus funcionários. Eventos de um dia proporcionam que os colaboradores falem por 20 minutos sobre sua experiência sobre superação. “No Love Day IBM, cada profissional trouxe sua experiência sobre superação. Então, não era a gerente Fabiana falando, era a mãe Gabriela, filha de um pai em uma situação especial inspirando seus colegas com sua história. Esta é a forma de criarmos uma cultura de comunicação que reverbera de dentro para fora”, explicou Fábio Rua.

A boa reputação mensurada na ponta do lápis!

Durante a palestra “Reputação, Comunicação e Negócios”, Rodolfo Araujo, VP da United Minds América Latina, falou sobre as marcas em transformação e como a cultura organizacional tornou peça essencial para gerir a reputação e os negócios. Após usar como case a alavancada de reputação da Boing mesmo após duas quedas de aviões, Rodolfo explicou os benefícios de uma marca com boa reputação. O palestrante usou vários exemplos para explicar como tangibilizar financeiramente a reputação corporativa.

Que benefício a marca e a empresa têm com uma boa reputação?

  • Benefício da dúvida (em um momento de crise)
  • Menos custo (é preciso menos investimento para mostrar a marca)
  • Mais performance (mais agilidade na visibilidade)
  • Mais atrativo para melhores talentos (os melhores profissionais querem trabalhar lá)
  • Mais confiança
  • Mais valor

Ao final, plantou algumas perguntas para cada um refletir junto à marca cuja imagem que administra. Como estamos lidando com cada item que faz de uma marca uma marca forte?

  • A marca tem um propósito claro?
  • Visualiza o futuro claramente?
  • Engaja colaboradores?
  • Dialoga com seus públicos?
  • Abraça causas de forma concreta?
  • Entrega experiências?
  • Inova naturalmente?
  • Lida bem com a complexidade?
  • Chama atenção de investidores?
  • Torna-se referencia para a imprensa/mídia?
  • Uma marca consolidada, acima de tudo, PROMETE E ENTREGA!
  • Uma marca precisa FAZER SENTIDO!
  • A reputação é um ponto de encontro entre o que crê e o que entrega.

Relevância num mar de informações e desinformações.

congressomegabrasil2019 (19)Na conferência “Conexões com relevância”, os convidados debateram sobre a experiência do consumidor a serviço da reputação da marca.
Maíra Gracini, Diretora de Marketing da Zendesk América Latina, Vinícius Mota, Secretário de Redação na Folha de S. Paulo e Ricardo Neves, Sócio líder da Indústria de Mercados de Consumo da PwC Brasil teceram seus pareceres sobre as conexões facilitadas e ágeis e a poluição da informação que faz com que a comunicação corporativa tenha que ser muito mais focada e pensada do que antes. Somos bombardeados diariamente por um “tsunami” de informações nas redes sociais, nos smartphones, na rua, nos impressos etc.

Como comunicar uma marca nesse mar de informações? Respeitar 3 regras básicas:

  1. Ter conteúdo relevante. Para isso é preciso conhecer os seus públicos (clientes) e apresentar algo relevante para cada um deles.
  2. Criar experiências únicas. Cada cliente tem que se sentir importante, relevante!
  3. Ter conexões duradouras. Só assim, o cliente vira um verdadeiro embaixador da marca.

Responsabilidade social e imagem corporativa: o caso Samarco 

Rosangela dos Santos, Gerente Geral de Comunicação e Relações Institucionais da Samarco, falou sobre a experiência vivenciada junto à mineradora. “A crise que parecia ser de uma empresa, a Samarco, hoje, é uma crise do setor. Uma crise de reputação do setor de mineração”, explicou Rosângela relatando que a crise vivenciada fez com que percebessem a importância de trabalhar a imagem institucional e visibilidade além dos stakenholders, além do público alvo da instituição. A Samarco está há 4 anos sem operar, sendo sustentada por seus acionistas e voltará operar em 2020, sem barragens, com filtragem a seco e com tecnologia que transformará os dejetos em tijolos ou outras possibilidades. O foco é comunicar a responsabilidade social e ser sustentável.

congressomegabrasil2019 (28)Em uma época em que é commodities promover ação social e ser sustentável, é importante não confundir sustentabilidade com filantropia. Sustentabilidade é business, gera retorno às empresas. Não trata-se de ser uma empresa filantrópica, trata-se de ser uma empresa com posicionamento sobre o que está acontecendo no planeta e atuante nesse sentido. E esse posicionamento gera muito valor à marca, gera visibilidade, gera boca a boca positivo, ou seja: business!

Ter uma visão de Business para o bem ao próximo e ao planeta está diretamente vinculado a relacionamentos consistentes e duradouros com todos os públicos da instituição. Isso exigem sistematização (planejamento), diálogo, transparência, coragem e responsabilidades. Não é simples, não é raso, muito menos rápido construir uma relação na qual o cliente torna-se “advogado” da empresa. Em alguns casos, é preciso que, além dos clientes, também os diversos públicos se envolvam em defender a marca. Eis a nobre missão dos Relações Públicas e seus colegas comunicólogos. 

 

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>