Socorro, a Internet invadiu a escola!

A prisão do vice-presidentes do Facebook, em São Paulo, neste 01 de março (2016), vem dividindo opiniões nas redes sociais. A empresa recusou-se a fornecer informações de um cidadão acusado de venda de entorpecentes usando o aplicativo Whatsapp (aplicativo comprado pelo Facebook em 2014).

A Internet não é uma terra sem-lei! Muito pelo contrário, já há até leis bem específicas para o meio “virtual”.

Leia até o final e ganhe o download da cartilha O VIRTUAL É REAL!

Escolas e famílias estão com dificuldades para fazer as novas gerações compreenderam os perigos reais do mundo virtual. Um dos motivos da dificuldade está justamente em tentar separar dois mundos que, atualmente, não configuram-se como antagônicos: o virtual e o real.

Palestras, vídeos, livros, cartilhas, pesquisas em sala de aula etc. Vale de tudo para deixar claro que o virtual é real. E este é justamente o título de uma palestra que vem sendo feita em escolas para esclarecer essa fusão de mundos tanto para pais como para filhos, tanto para professores como para alunos.

Palestra interativa e dinâmica esclarece os perigos do meio virtual.

Palestra interativa e dinâmica esclarece os perigos do meio virtual.

Com uma conversa dinâmica, com bom humor, muita verdade e “papo-sério”, a palestra O VIRTUAL É REAL esclarece o que se pensava estar claro. Abordando temas atuais, conscientiza sobre as atitudes e posturas no dia a dia de quem usa (e de quem não usa) as novas tecnologias de informação e comunicação.

Ciente de que a maior problemática fica justamente na faixa etária dos anos finais do Ensino Fundamental, a palestra possui versões específicas para estudantes do 6º e 7º ano ou do 8º e 9º ano, além da versão para pais e professores. A pedido de uma escola, uma versão para crianças das séries iniciais do Ensino Fundamental também já foi criada. O importante é que todos possam compreender os melindres, riscos e consequências do uso de Facebook, Whatsapp, Instagram, Snapchat, Youtube, Periscope e até tecnologias ainda não inventadas. O conteúdo é abordado sob o aspecto funcional e não técnico, isto faz com que seja aplicado mesmo em tecnologias vindouras.

 

Até uma contação de história faz parte da palestra e prende a atenção dos pré-adolescentes.

Até uma contação de história faz parte da palestra e prende a atenção dos pré-adolescentes.

“Tudo o que faço fica gravado na internet? Meus pais devem saber minha senha? Quem devo procurar se algo errado acontecer? Sou responsável pelo que faço na internet? O que é cyberbullying? Quantas horas é o normal para ficar na internet?”, são algumas das perguntas que embalam a interação durante a palestra.

 

“É essencial falar a linguagem deles e mostrar que nós também usamos internet e também podemos aprender com eles, além, é claro, de ensiná-los e guiá-los nessa estrada sem volta. Afinal, a tecnologia amplia-se dia a dia em diversos equipamentos e das mais variadas formas. O comportamento social, a ética e a postura de pensar no outro como penso em mim são atitudes que independem da tecnologia”, explica José Alessandro, Comunicador e Tecnólogo em Informática, idealizador da palestra e autor da cartilha que leva o mesmo nome: “O VIRTUAL É REAL”.

Veja os assuntos abordados:

  • O que é virtual? (Pierre Levy)
  • Como funciona a internet (de verdade)
  • Estamos todos conectados?
  • Privacidade x Anonimato
  • Internet: uma terra sem lei?
  • Leis específicas para internet
  • Responsabilidades
  • Direitos e Deveres
  • Cyber(?)bullying
  • Pontos positivos das novas tecnologias
  • Pontos negativos das novas tecnologias
  • As maçãs do senhor Peabody – uma fábula, uma verdade.
  • Perigos reais
  • Direitos de uso de imagem
  • Ouça seu coração
  • Quem gosta de game?
  • Tomou um susto quando o celular caiu na sua testa ao dormir?

Escreva seu e-mail aqui e enviarei para você a cartilha O VIRTUAL É REAL!


2015

Clique aqui para download da Cartilha O VIRTUAL É REAL

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>